Cotidiano

Vendedores do Camelódromo recebem microcrédito para expandir negócio

Foram liberados até R$ 5 mil por comerciante

Midiamax Publicado em 23/02/2016, às 16h27

None
img-20160223-wa0026.jpg

Foram liberados até R$ 5 mil por comerciante

Foi liberado R$ 135. 970,00 de microcrédito destinado aos vendedores ambulantes do Camelódromo de Campo Grande. A liberação foi aprovada nesta terça-feira (23). Foram liberados créditos de até R$ 5 mil. A maioria dos beneficiados deve investir na expansão do negócio.

​Idelvan Bizarria, de 42 anos, é dono de um box de eletroeletrônicos. Ela diz que vai investir o dinheiro em mercadorias. "Vou aumentar minha grade de produtos. O juros é bem menor, muito mais atrativo", afirma.

Maria Helena Tolini, de 50 anos, também vai aproveitar o empréstimo para comprar mercadoria.

"É muito bom dar uma alavancada nos negócios. Pedi R$ 5 mil, liberam R$ 3 mil, mas já está ótimo. Está é a segunda vez que faço o empréstimo. O primeiro terminei de pagar no ano passado. O juro é menor, compensa muito", garante.

Ao todo o Camelódromo conta com 472 associados. O coordenador do Banco Canindé , Satanley Santana, diz que o banco tem R$ 1,5 milhão para microcrédito, no entanto, o valor foi destinado a 30 associados que pediram o empréstimo. "Temos mais recursos se precisarem", garante.

O diretor presidente da Funsat (Fundação Social do Trabalho), Aldo Donizete, destaca que o juro é de 1,5%, no entanto, quem pagar em dia tem desconto de 0,2% por pontualidade e pagará R$ 1,3% de juro por parcela.  

"O microcrédito é importante porque ajuda a expandir o negócio. Os empreendedores podem investir em compra de mercadoria e as vezes até em contratação de pessoal", destaca. O Banco Canindé ainda tem R$ 1.364 mil de crédito que podem ser disponibilizados para microempreendedores. O programa de Crédito Social da Funsat será divulgado para incentivar a expansão de empreendimentos. 

Jornal Midiamax