Cotidiano

Tempestade provocou ‘apagão’ em 7 bairros da Capital, confirma Energisa

Falta de energia atrasou atendimento em UPA no domingo

Midiamax Publicado em 24/10/2016, às 18h57

None
1412280421542db065a94a0.jpg

Falta de energia atrasou atendimento em UPA no domingo

​A tempestade que atingiu Campo Grande no último domingo (23) provocou um rápido 'apagão' em sete bairros de Campo Grande, confirmou a assessoria de imprensa da Energisa. Por meio de nota, a concessionária informou na tarde desta segunda-feira (24), que a violência da chuva acompanhada de ventos derrubou árvores de grande porte e lançou objetos à rede elétrica ocasionando graves danos como o rompimento de cabos e fios.

A falta de energia chegou a atrasar o atendimento na UPA (Unidade de Pronto Atendimento Comunitário), do Jardim Leblon.

A UPA localizada na Rua Benjamin Adese, na região sul de Campo Grande teve a energia interrompida por de 29 minutos (das 15:13 às 15:42) e foi ocasionada por descarga atmosférica, segundo a Energisa. Conforme a assessoria de comunicação da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) um gerador foi usado para manter o funcionamento de aparelhos usados nas alas de urgência e emergência.

Nenhum atendimento foi prejudicado, de acordo com a assessoria de comunicação da Sesau e a capacidade do gerador não foi informada.

A Energisa ressalta que, em casos de rompimento de cabos e fios, os reparos são de maior complexidade e devem obedecer protocolos rígidos de segurança e a empresa acionou seu plano de contingência antes mesmo do início dos temporais, aumentando a quantidade de equipes em campo, que trabalharam de forma ininterrupta para garantir o restabelecimento da energia nas unidades consumidoras atingidas.

As ocorrências de falta de energia foram registradas em parte dos bairros Taveirópolis, Leblon e São Conrado, Nova Lima, Jardim Panamá, Vila Planalto e Santo Antônio.

Como a energia não produz cheiro e não é visível, a Energisa alerta a população para não se aproximar de cabos ou postes com fiação elétrica caídos ao chão, pois podem representar riscos à segurança. Nestes casos, a orientação é entrar em contato com a empresa imediatamente, pelo 0800 722 7272 e isolar a área para que outras pessoas também não se aproximem.​

Jornal Midiamax