Cotidiano

Servidores do Detran-MS aguardam acordo até sexta e cogitam greve na segunda

Categoria quer reajuste nos salários e não apenas abono, diz Sindetran

Midiamax Publicado em 09/05/2016, às 12h51

None
detran.jpg

Categoria quer reajuste nos salários e não apenas abono, diz Sindetran

Os servidores do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) rejeitaram a contraproposta do Governo do Estado, de abono de R$ 250,00, e votaram pela greve, que deve se iniciar na segunda-feira (16), caso o Executivo Estadual não faça outra oferta para a categoria.

O presidente do Sindetran (Sindicato dos Servidores do Detran), Jonas Correa da Costa, já havia alerta para possível paralisação ou até mesmo para a greve geral dos servidores. Antes mesmo de a Assembleia Geral da categoria acontecer, Jonas havia dito não concordar com a contraproposta, mas levaria à votação. “A categoria quer reajuste nos salários e não apenas abano”, afirma.

Os servidores rejeitaram, por unanimidade, a oferta. Votaram ainda por novo texto que será encaminhado nesta segunda-feira (9) ao Executivo. O sindicato diz esperar que até esta sexta-feira (13) receber uma posição do governo, ou na segunda-feira (16) para as atividades dos 77 postos do Detran.

O servidores pedem o abono de R$ 250,00, mais reposição de 10%, em cima dos salários. Segundo Jonas, os salários dos cerca de 800 servidores variam de R$ 1,2 mil, iniciais, para nível fundamental, a R$ 2,3 mil, iniciais, para nível superior. A carga horária é de 6 horas de trabalho, de segunda a sexta.

Jornal Midiamax