Cotidiano

Semadur realiza plantio para recuperação da APP do Córrego Segredo

1.600 mudas

Diego Alves Publicado em 27/01/2016, às 22h33

None
plantio_app_segredo5.jpg

1.600 mudas

Na manhã desta quarta-feira (27) a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur) fez o plantio de 800 mudas de árvores nativas para a recomposição florestal da Área de Preservação Permanente (APP) do córrego Segredo.

A ação conta com a parceria da Empresa Ecoplantar, que por meio do Programa de Parceria Municipal (Propam), fará o trabalho de conservação do local. A ação integra um projeto piloto da Semadur para a recuperação e o reflorestamento das APP de Campo Grande.

Na Área de Preservação do Córrego Segredo já foram realizados dois grandes plantios totalizando 1.600 mudas. De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Rui Nunes da Silva Junior já estão estabelecidos mecanismos para assegurar a preservação e recuperação das áreas de preservação permanente da cidade. “Este, por exemplo, é o segundo plantio ao longo do Córrego Segredo”, destacou Rui Nunes.

A chefe da Divisão de Fiscalização de Áreas Verdes e Posturas Ambientais, Maria Luiza Rolim, enfatizou que esse plantio na região do Segredo representa a recuperação da mata ciliar e a proteção da fauna e da flora local. “É importante esse tipo de apoio e usamos o Propam para isso”, exemplificou.

Marcos Kirst, sócio-proprietário da Ecoplantar, comenta que a intenção é transformar o local um espaço sustentável para toda a comunidade. “O trabalho de recuperação já foi iniciado e agora é cuidarmos e preservarmos para que todos possam usufruir. Essas iniciativas trazem um ganho inestimável para a cidade”. Marcos ainda destaca que no local funciona um Drive Thru Ecológico onde a população pode levar os determinados resíduos recicláveis para o correto descarte e este material é destinado às cooperativas de catadores.

Presente no plantio, a conselheira municipal da Região Urbana do Segredo, Lucimeire Soares Figueiredo considera o trabalho de recuperação que está sendo feito de extrema importância para a preservação do local. “É a comunidade que utiliza este espaço. Aqui trazemos crianças e jovens para conhecer e conscientizar sobre a preservação ambiental e sobre a qualidade de vida que queremos”, concluiu Lucimeire que também é presidente da Associação de Moradores da Vila Saraiva, São Roque e Portal do Gramado.

Jornal Midiamax