Cotidiano

Sem reajuste, profissionais de enfermagem ameaçam greve na Santa Casa

Assembleias são realizadas no hospital

Midiamax Publicado em 21/09/2016, às 14h00

None
enfermeiros_santa_casa_-_siems_-5.jpg

Assembleias são realizadas no hospital

Sem reajuste salarial profissionais de enfermagem da Santa Casa de Misericórdia de Campo Grande discutem a possibilidade de greve. Na primeira assembleia realizada na manhã desta desta quarta-feira (21), os trabalhadores da área votaram a favor da interrupção dos serviços, no entanto, outras duas reuniões devem ocorrer ainda hoje.

Segundo o diretor de finanças do  Siems (Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul), Sebastian Rojas, a direção do hospital não se manifestou sobre o reajuste da categoria, que deveria ser definido em abril.

"Estamos votando indicativo de greve. A categoria pede 11,30% de reajuste e a Santa Casa até agora disse que não tem condições, porém, o que revolta a categoria é que sabemos que mesmo dizendo que não têm recurso o hospital está passando por várias reformas e o trabalhador continua sem nenhuma valorização", justifica. 

A assessoria de comunicação da Santa Casa afirma que ainda hoje a direção do hospital deve se reunir com representantes do Siems para apresentar proposta para a categoria. Detalhes não foram informados.

A primeira assembleia foi ás 6h30 de hoje e contou com cerca de 300 trabalhadores. A maioria dos profissionais votou a favor da greve. A segunda reunião está agendada para às 12h30 e a última às 18h30.

"Os trabalhadores estão votando e vão decidir ainda hoje se vão entrar em greve", afirma Rojas. Se aprovada, a greve terá início na próxima terça-feira (27). Os trabalhadores devem fazer escala de revezamento para manter 30% do efetivo trabalhando, como determina a lei. 

Atraso no pagamento de horas Extras –  No mês passado, enfermeiros e técnicos de enfermagem do hospital relataram atraso no pagamento das horas extras realizadas em julho deste ano. O pagamento só foi concluído no início de setembro. 

Na manhã de hoje, a equipe de reportagem do Jornal Midiamax foi informada de que os trabalhadores não receberam as horas extras realizadas em agosto, porém, o diretor-financeiro do Siems e a assessoria de comunicação da Santa Casa afirmam que ainda não foram informados sobre o problema.

Jornal Midiamax