Cotidiano

Sem 13º salário, enfermeiros e administrativos param na Santa Casa

Não há previsão de pagamento

Midiamax Publicado em 21/12/2016, às 11h18

None
paralisacao_santa_casa_21-12-2016.jpg

Não há previsão de pagamento

Profissionais de enfermagem e parte dos trabalhadores do setor administrativo da Santa Casa de Misericórdia de Campo Grande paralisaram as atividades na manhã desta quarta-feira (21) por falta de pagamento do décimo terceiro salário. O benefício deveria ser depositado nessa terça-feira (20).

Segundo o presidente do Siems (Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul), Lázaro Santana, 50% da categoria paralisou as atividades por volta das 6h30 da manhã de hoje. A paralisação ocorre em escala de revezamento e por tempo indeterminado.

"A paralisação é referente ao não pagamento do décimo terceiro salário. Eles tiveram 12 meses para se organizarem e não fizeram isso", observa. 

Questionada a respeito da situação, a assessoria de comunicação da Santa Casa afirma que não há paralisação e que os profissionais participam de assembleia no pátio do hospital.

Sobre o pagamento, a informação é de que a solução depende do repasse da administração municipal, porém, até o momento a Prefeitura não informou quando fará o depósito.

Suspensão de serviços –

Venceu nessa terça-feira o prazo dado pela promotora de Justiça Filomena Aparecida Fluminhan, para que o contrato entre Prefeitura e Santa Casa de Misericórdia de Campo Grande, encerrado no último dia 8, fosse renovado.

A assessoria de comunicação do hospital afirma que a direção do hospital deve se reunir nesta manhã para discutir o assunto. Conforme as informações, alguns dos serviços oferecidos pela Santa Casa podem ser interrompidos.

Jornal Midiamax