Cotidiano

Proposta beneficia sargentos e subtenentes e aproxima PM e bombeiros de acordo salarial

Proposição será apresentada nesta quinta-feira 

Clayton Neves Publicado em 04/05/2016, às 23h10

None
gl1.jpg

Proposição será apresentada nesta quinta-feira 

Assembleia geral de filiados da ACS (Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul), realizada na tarde desta quarta-feira (4), determinou apenas um adendo à proposta de reajuste salarial apresentada pelo Governo do Estado. A categoria que está próxima de um acordo, apresenta contraproposta ao Executivo nesta quinta-feira (5).

De acordo com o presidente da ACS, Edmar Soares da Silva, em votação, os militares decidiram revindicar aumento de pouco mais de R$ 400 reais também para sargentos e subtenentes. Proposta do Executivo abrangia apenas soldados e cabos. Além disso, eles solicitam que este valor seja ampliado no subsídio, e não como abono.

Outro ponto que deve ser negociado é a correção dos quinquênios, o que deve elevar ainda mais os salários dos militares. A tabela completa será elaborada e deve ser publicada ainda nesta quinta-feira pela ACS.

Fica mantida proposta de vincular o salário do soldado ao do coronel em 20% até 2018, assim como a criação do sétimo nível, que consiste em mais 5% do salário para o policial e bombeiro militar que completar 30 anos de efetivo serviço.

Na tarde desta quinta-feira (5) representantes da ACS se reúnem com o secretário estadual de governo Eduardo Riedel para apresentar nova contraproposta. “Acreditamos que o governo vai olhar com sensibilidade para os servidores que dedicam a vida para defender a dos sul-mato-grossenses”, finaliza Edmar.

Jornal Midiamax