Cotidiano

Promessa de reunião com Solurb cancela protesto de catadores

Trabalhadores fariam protesto por fechamento do lixão

Midiamax Publicado em 22/02/2016, às 13h00

None
_mg_8334_copy.jpg

Trabalhadores fariam protesto por fechamento do lixão

A promessa de uma reunião entre catadores e representantes da Solurb, concessionária responsável pela coleta de lixo na Capital, na tarde desta segunda-feira (22), suspendeu o protesto que os catadores do lixão fariam nesta manhã por conta da decisão judicial que autoriza o fechamento do local.

"Conversamos hoje e decidimos esperar a reunião antes de fazer qualquer manifestação. Não sabemos ainda o que vão nos dizer", explica Rodrigo Leão Marques, um dos representantes dos catadores.

Conforme decisão do juiz em substituição legal na 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, Marcelo Ivo de Oliveira, o acesso de catadores de recicláveis à 'área de transição' localizada entre os aterros sanitários Dom Antônio Barbosa I e Dom Antônio Barbosa II será bloqueado no próximo domingo (28).

De acordo com a determinação judicial, os catadores poderão atuar apenas na UTR (Usina de Triagem de Resíduos), organizados em cooperativas. Em caso de descumprimento, será aplicada multa de R$ 10 mil diários aos catadores.Promessa de reunião com Solurb cancela protesto de catadores

Apesar da determinação judicial, os trabalhadores que atuam na área de transição reclamam que a UTR não comporta os cerca de 700 catadores cadastrados. A Prefeitura, por sua vez, justifica que as quatro esteiras da usina acomodam 420 trabalhadores em três turnos de oito horas.

De acordo com Marques, a reunião para tratar sobre o fechamento do lixão, será realizada às 14 horas, no lixão.

A equipe de reportagem do Jornal Midiamax, tentou falar com o superintendente da Solurb, Élcio Terra, para saber mais detalhes sobre o assunto, no entanto, o telefone está desligado, ou fora da área de serviço.

Jornal Midiamax