Cotidiano

Professores da Reme esperam por resposta sobre reajuste até quinta-feira

Indicativo de greve não está descartado

Diego Alves Publicado em 02/03/2016, às 02h33

None
professores_1.jpg

Indicativo de greve não está descartado

Os professores da Reme (Rede Municipal de Ensino ) irão esperar até a próxima quinta-feira (3) pela resposta da prefeitura sobre o reajuste salarial da categoria. De acordo com o presidente da ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública), Lucídio Nobre, será feito uma assembleia na quinta.

Caso não seja apresentada ou, a proposta não agrade a categoria, não está descartada a realização de mobilizações e do indicativo de greve. Nesta segunda-feira (29), professores e o prefeito Alcides Bernal (PP) não entraram em acordo sobre o reajuste salarial da categoria. A discussão foi com portas fechadas e inclusive gritos foram escutados do lado de fora do plenarinho da prefeitura, onde ocorria a reunião.

Os professores querem reajustes equivalentes a 2015 e 2016. A categoria decidiu em assembleia no dia 4 deste mês, que aceita dividir o percentual de 13,01%, relativo a 2015 em duas vezes, desde que a primeira parcela, de 6,505% seja repassada em maio, junto com o reajuste anual de 2016, de 11,36%, ou seja, 17,8% em uma única vez.

Jornal Midiamax