Cotidiano

Prefeitura vai usar estudantes de engenharia para fiscalizar tapa-buraco

São 40 vagas para estudantes de Engenharia

Midiamax Publicado em 27/01/2016, às 20h28

None
img-20160127-wa0051.jpg

São 40 vagas para estudantes de Engenharia

O prefeito Alcides Bernal (PP) lançou nesta quarta-feira (27) o Programa 'Construindo Caminhos' para contratar estagiários de Engenharia para fiscalizar as obras da Operação Tapa-Buraco junto a Seinthra (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação).

“A necessidade de contratação desses estagiários surgiu devido a Tapa-Buraco. Não pode chover que o asfalto derrete igual açúcar. Asfaltos novos tem defeito, e logo surgi problemas graves”, explica o prefeito.

De acordo com Bernal, o programa visa incluir as pessoas e “transformá-los em agentes da sociedade. Eles vão fiscalizar essas obras, e até registrar com fotos o que foi executado em Campo Grande”.

O programa conta com apoio da Funsat (Fundação Social do Trabalho de Campo Grande) e da Semju (Secretaria da Juventude). São 40 vagas para acadêmicos de Engenharia Civil que possuam renda familiar per capita igual ou inferior a um salário mínimo. “Até o momento são 28 selecionados. Eles vão receber um salário mínimo, cesta básica e vale-transporte”, citou o prefeito.

Para o diretor-presidente da Funsat, Aldo EurípedesDonizete, é uma oportunidade para os jovens. “Essas pessoas se inscreveram ano passado no banco de estágios da Prefeitura e agora conseguiram o estágio. O programa é uma forma de abrir uma porta para as pessoas terem oportunidade. É um trabalho de responsabilidade social. Vai fazer toda a diferença na vida deles. Eles vão fiscalizar a Tapa-Buraco sem ser escravizados, vão ganhar para isso”, afirma.

Ben Cohne, de 47 anos, foi um dos selecionados e começou os trabalhos hoje. “Eu gostei bastante do trabalho. É importante inserir vários acadêmicos no mercado de trabalho. Também ajuda na mão de obra as empresas”, cita.

A frente da Seinthra, Amilton Cândido de Oliveira, disse que o programa terá várias frentes. “Eles vão trabalhar na recuperação de vias, iluminação, e outros. Tem muitos que trabalham como estagiários e depois são contratados. É uma iniciativa é sensacional”, ressalta.

Também participaram do lançamento do Programa, o secretário de Governo Paulo Pedra, o titular da Semju, Wilton Edgar Sá e Silva Acosta, a vereadora Luísa Ribeiro (PPS).

O objetivo da Prefeitura, de acordo com Bernal, é abrir oportunidades em outras secretarias para áreas, como “Turismo, Arquitetura, Assistência Social, Saúde, Esporte e Direito”

Sobre a possibilidade de cotas, Bernal diz que já existe a Lei Federal que estabelece as cotas. “Estamos com essa decisão no jurídico. Vão fazer um estudo para estabelecer a cota”.

Requisitos para o programa

Os jovens com mais de 18 anos precisam ter residência em Campo Grande no mínimo há seis meses e renda familiar per carpita igual ou inferior a um salário mínimo, não estar recebendo seguro-desemprego ou qualquer outro benefício assistencial equivalente.

Eles precisam apresentar cópia e original dos seguintes documentos: RG, CPF, Carteira de Trabalho, PIS/PASEP, foto 3×4, comprovante de residência de água, luz e telefone.

Os interessados devem entrara em contato com a Secretaria da Juventude. Mais informações pelo telefone (67) 3314-3577.

Jornal Midiamax