Cotidiano

Prefeitura diz que vai abonar falta de professores durante paralisação nacional

Ato começa nesta terça-feira

Kemila Pellin Publicado em 14/03/2016, às 21h15

None
download.jpg

Ato começa nesta terça-feira

A Prefeitura de Campo Grande informou que não será aplicada falta aos professores que aderirem a paralisação nacional, entre os dias 15 e 17 deste mês e que a adesão será divulgada por cada unidade educacional, para os pais e alunos. O calendário de reposições ainda não foi divulgado.

A paralisação está prevista para todo o Estado e segundo a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), os municípios que ainda não receberam o reajuste anual de 11,36% vão aproveitar a ocasião para cobrar o cumprimento da lei.

A ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública) está prevendo uma série de atividades, tendo como foco caminhadas de protestos pelo centro da Capital, protestando contra uma propaganda divulgada pelo Executivo de que o Piso Nacional já estaria sendo pago a categoria.

Lucílio Souza Nobre, presidente do sindicato lembrou que desde o ano passado a Prefeitura não fez os reajustes para atualizar o salário dos professores, conforme a Lei do Piso Municipal 5.411/14. “Não pagaram o reajuste de 13,01% em 2015, e não sinalizaram o reajuste de 11,36% deste ano. São dois anos sem reposição do piso”, afirma

Jornal Midiamax