Cotidiano

Prefeitura cancela de última hora contratação sem provas e revolta candidatos

Edital previa 270 vagas em Ceinfs

Wendy Tonhati Publicado em 27/06/2016, às 12h01

None
img-20160627-wa0028.jpg

Edital previa 270 vagas em Ceinfs

Quem acordou cedo nesta segunda-feira (27), para levar a ficha de inscrição do processo seletivo para 270 vagas em Ceinfs (Centros de Educação Infantil) da Capital, perdeu a viagem. Na Escola de Governo do Município, na Avenida Presidente Ernesto Geisel, havia apenas um papel afixado informando sobre o cancelamento. Os candidatos ficaram revoltados com a falta de informações da Prefeitura. 

O processo seletivo foi divulgado na quinta-feira (23), no Diário Oficial da Capital. A seleção deveria preencher vagas de agentes de serviços culinários e agente de atividades educativas infantis, com carga horária de 40 horas semanais e R$ 880,00 de salário, sem concurso. Os candidatos deveriam levar a ficha de inscrição, disponível no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), nos dias 27 e 28 de junho na Escola de Governo.

Nesta manhã, os funcionários do local não souberam dar explicações aos candidatos sobre o motivo do cancelamento. Muita gente chegou por volta das 6 horas, mas só ficou sabendo do cancelamento às 8 horas, quando deveria começar a entrega das fichas. 

Ane Helouise Mendes, de 20 anos, foi entregar a ficha para agente de atividade de educação infantil. Ela diz que no domingo (26), entrou no edital do processo seletivo e não havia nenhum aviso de cancelamento. “Muita gente perdeu tempo e dinheiro vindo aqui”. 

No local, há a informação de que serão disponibilizadas outras vagas em Cras (Centro de Referência de Assistência Social ), mas ninguém sabe precisar como será. No site da Prefeitura de Campo Grande, até às 9 horas, não havia aviso para informar á população. 

Maria Souza, de 40 anos, disse que saiu de casa às 6h40 e quando, chegou, foi informada que o concurso havia sido cancelado. “É uma falta de respeito. A gente não sabe em quem acreditar, pois no site não tinha nada”. 

Eliane Ajala, de 29 anos, que pretendia disputar vaga agente de atividades, disse que estava desempregada há 6 meses e se frustrou ao chegar. “Cheguei aqui e simplesmente disseram que estava cancelado. É um descaso, deveriam ter avisado com antecedência”. 

Adriana Aparecida, desempregada há 1 ano, acordou 4h50 e chegou às 6h15 na Escola de Governo. “Esperaram abrir o portão, 8 horas, para falar. Achei um descaso muito grande, deveria ter avisado, quando chegamos aqui”.  

Outro lado

De acordo com a Prefeitura de Campo Grande, o cancelamento foi publicado no Diogrande de sexta-feira (24). Conforme  Executivo, o processo seletivo foi cancelado, pois a Fapec (Fapec Fundação de Apoio à Cultura e Ensino) refez o calendário de concursos em andamento e concluiu que era possível homologar dois concursos. O primeiro, feito em 2013 para cuidador, que vai suprir as vagas para  agente de educação infantil, e concurso para merendeira, deste ano. As homologações devem acontecer ainda acontecem nesta semana.

Jornal Midiamax