Cotidiano

PMA faz apreensão e aplica multa de R$ 24,3 mil a 10 pescadores nos rios do Pantanal

Equipamentos, armas e 413 kg de pescado apreendidos

Tatiana Marin Publicado em 20/09/2016, às 17h25

None
img-20160919-wa0025.jpg

Equipamentos, armas e 413 kg de pescado apreendidos

Quatro barcos, quatro motores de popa, uma lancha, duas armas e 413 kg de pescado foram apreendidos pela PMA (Polícia Militar Ambiental) de Coxim em fiscalizações realizadas desde sexta-feira (16). Ao todo, 10 pescadores foram autuados e receberam multa no valor de R$ 24,3 mil. As operações estão sendo intensificadas por se aproximar o período da piracema e alguns cardumes já estarem se formando nesta época. As apreensões foram feitas nos rios Correntes, Piquiri, São Lourenço e Paraguai.

Devido às regiões serem de difícil acesso e distantes de áreas urbanas, pescadores aproveitam para praticar pesca predatória. Porém a PMA tem realizado fiscalização para prevenir este tipo de ação.

A primeira ocorrência dessa operação, no rio Piquiri, próximo ao pesqueiro do Bugio, quatro pescadores residentes em Ribeirão Preto (SP) foram autuados. Os pescadores haviam capturado 140 kg de pescado, sendo vários exemplares abaixo da medida permitida pela legislação, além de terem capturado pescado acima da cota permitida, que é de 10 kg mais um exemplar e cinco piranhas. O freezer que armazenava parte do pescado e uma lancha com motor foram apreendidos.

A multa individual de cada pescador foi fixada em R$ 1.400,00 e responderão por crime ambiental, com pena prevista de um a três anos de detenção. Com dois dos infratores também foram apreendidas uma espingarda calibre 22 e uma pistola calibre 380, sem documentação. Os dois responderão também por posse ilegal de arma, que prevê pena de um a três anos de detenção.

Na mesma região, mais 200 kg de pescado foram apreendidos com dois goianos, residentes em Irajá. Com eles foram apreendidos também dois barcos, dois motores de popa. Cada pescador foi autuado administrativamente e multado em R$ 4.800,00, perfazendo R$ 9.600,00.

Na região do Porto Jofre, outros dois pescadores foram detidos com 49 kg de pescado, sendo vários exemplares abaixo da medida permitida pela legislação e acima da cota permitida. O pescado foi apreendido e cada pescador, residente em Cuiabá (MT), foi autuado administrativamente e multado em R$ 2.980,00, perfazendo R$ 5.960,00.

Na mesma região próxima ao pesqueiro Alvorada, dois pescadores, residentes em Cambé (PR) foram detidos com 24 kg de pescado, também por ter capturado pescado fora da medida. Cada pescador foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.570,00, perfazendo R$ 3.140,00

Todos os infratores responderão por crime ambiental de pesca e armazenamento de produto da pesca predatória. Se condenados, poderão pegar pena de um a três anos de detenção. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciado. As equipes continuam na região. O Comando pretende manter os policiais revezando-se no local, no sentido de prevenir a pesca predatória.

Jornal Midiamax