Cotidiano

Pais e mães lotam Secretaria de Educação para confirmar matrículas

Pais reclamaram de fila com centenas de pessoas

Wendy Tonhati Publicado em 25/01/2016, às 12h45

None
_mg_5400_copy.jpg

Pais reclamaram de fila com centenas de pessoas

Pais e mães lotaram a sede da Semed (Secretaria Municipal de Educação) na manhã desta segunda-feira (25), para confirmar a matrícula dos filhos. Muita gente chegou ainda madrugada e viu uma fila quilométrica se formar, já que os portões do local só abriram às 7h30. 

De acordo com um pai, que preferiu não se identificar, quando chegou, às 7 horas, havia centenas de pessoas na fila."Cheguei às 7 horas e peguei senha 408. Tem gente que chegou de madrugada aqui", diz. 

A dona de casa Marli Alves, 42 anos, também afirma que chegou cedo e já havia muita gente no local. “Cheguei logo que abriu e já estava lotado. Não adiantou nada chegar cedo”, reclama. 

De acordo com a Semed, a movimentação está dentro do esperado. Sobre a reclamação dos pais, a informação é de que o atendimento começou rigorosamente no horário. A expectativa é de que pelo menos 1.500 pessoas passem pelo local. Segundo os responsáveis, há água, banheiros e cadeiras disponíveis para quem vai fazer a confirmação, porém muitas pessoas preferem ficar o mais próximo possível dos terminais, causando a aglomeração no local. 

Terminais de atendimento foram instalados para atender os pais

O procedimento é necessário para quem perdeu o prazo de confirmar a matrícula na escola, quem não fez a pré-matrícula e para os pais que querem mudar o filho do estabelecimento para qual foi designado, por motivos pessoais. Este é o caso de Analu Benites, moradora do Bairro Coronel Antonino, os filhos dela, de 10 e 11 anos foram designados para escolas diferentes. Uma é perto de casa e a outra, no Bairro Santa Fé. Pais e mães lotam Secretaria de Educação para confirmar matrículas

“Não dá para ficar assim. Até pensei em contratar uma van, mas fica R$ 750 por mês”, comenta. Sobre a espera na Semed, ela diz que está normal. “Já peguei a senha. Agora é esperar. Acho que estão chamando rápido até”. Outra mãe confirma que o atendimento está sendo rápido. "O problema é se cair o sistema".  

Jornal Midiamax