Cotidiano

Nosso Lar deve receber R$ 1,9 milhão para manter ala do SUS

Fechamento chegou a ser cogitado

Joaquim Padilha Publicado em 06/05/2016, às 15h11

None
hospital-nosso-lar.jpg

Fechamento chegou a ser cogitado

A prefeitura de Campo Grande firmou termo aditivo do convênio com o Centro Espírita Discípulos de Jesus – Hospital Nosso Lar, que atua no tratamento de doentes mentais, dependentes químicos e pessoas em vulnerabilidade social, para repasse de R$ 1.899.500,00, pelo período de um ano. O repasse permitirá à instituição a ampliação de 30 leitos e manutenção da ala para pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde).

Em 2015, os atendimentos feitos pelo SUS (Sistema Único de Saúde) corriam risco de cessar por falta de recursos. O presidente do hospital, Enier Guerreiro da Fonseca, em reportagem do Jornal Midiamax, afirmou que seriam necessárias a contribuição de pelo menos R$ 65 mil mensais da Prefeitura, além das paga pelo Estado e pelo Governo Federal.

Segundo Paulo Henrique Tognini, consultor da entidade, os repasses serão suficientes para a abertura dos 30 novos leitos do SUS e para o permanência da ala de saúde pública, mas os recursos ainda não foram repassados. “Com o recurso, poderemos abrir mais 30 leitos além dos 40 atuais mantidos com recursos do Estado”.

O recurso é oriundo de um aditivo de convênio publicado em edição de 05 de outubro de 2015 do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), proveniente do Fundo Municipal de Saúde da Capital.

Jornal Midiamax