No Estado, 1,5% dos presos que saíram no fim de ano estão foragidos

Menor percentual de evasão foi registrado no feminino
| 12/01/2016
- 16:23
No Estado, 1,5% dos presos que saíram no fim de ano estão foragidos

Menor percentual de evasão foi registrado no feminino

As chamadas ‘saídas de natal’, permissão concedida pela justiça para que detentos dos regimes aberto e semiaberto deixem o presídio nas festas de fim ano, registrou que 1609 presos passaram os últimos dias de 2015 ao lado da família. Porém, 1,5% deste total ainda não retornou ao cumprimento da pena e já são considerados foragidos.

Os números foram divulgados nesta terça-feira (12) pela (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário do Mato Grosso do Sul), e relatam que dos 1609 presos que saíram, apenas 24 não retornaram, sendo 21 homens e 3 mulheres.

Dos presídios de Campo Grande, 690 aproveitaram a permissão para passar o fim de ano com as famílias, 682 voltaram, apenas oito não, ou 1,16% do total. Já no interior, 919 receberam o benefício e 16 aproveitaram para não voltar, ou 1,74%. No ano passado, foram 1330 beneficiados e 15 que não retornaram.

De acordo com a administração penitenciária do Estado, o menor índice registrado de evasão foi entre as presas. Das 192 mulheres beneficiadas com a saída de fim de ano, apenas uma detenta não retornou ao estabelecimento penal.

O direito presidente da Agepen, Ailton Stropa Garcia, acredita que as saídas temporárias se apresentam como uma maneira dos reeducandos se aproximarem das famílias e valorizarem tais momentos, como forma de reinserção social gradativa, a evasão acaba sendo um risco calculado e necessário, já que não se pode comprometer todo um sistema por conta dos que não retornam.

Stropa afirma que os presos que não voltaram após as festas de fim ano já estão sendo procurados pela polícia, e explica ainda que a lei de execução penal prevê o cumprimento das penas privativas de liberdade por etapas (regimes fechado, semiaberto e aberto), que vão evoluindo mediante o cumprimento de certo tempo de pena e a observância da disciplina em cada regime prisional. 

Veja também

Ao todo, são 442 vagas para o aprendizado de instrumentos variados e técnica vocal.

Últimas notícias