Cotidiano

Moradores se reúnem todos os domingos para deixar Orla Morena mais bonita

Atividades são feita de forma voluntária pelos moradores da redondeza 

Midiamax Publicado em 24/02/2016, às 15h43

None
12509394_10205550489468797_8906575495852039171_n.jpg

Atividades são feita de forma voluntária pelos moradores da redondeza 

Ficar reclamando que o poder público não faz isso, não faz aquilo, e que etá tudo sujo e abandonado, não faz a cabeça de um grupo de moradores da Vila Planalto, que decidiram se reunir todos os domingos e limpar o parque linear.

As atividades são feita de forma voluntária e organizadas pelo empresário Jenildo Lima, de 37 anos. Ele conta que a ideia de deixar o local mai bonito, e atraente para os próprios moradores surgir da consciência que tem que cada um deve fazer sua parte para melhorar a cidade. “É um abraço de amor ao próximo. Tem que dar o primeiro passo. Em outros lugares isso já acontece, a orla é nossa, é de todos. Não adianta acusar e ficar reclamando do poder público”, enfatiza.

As ações, que visam conscientizar a população para aderir ao movimento, tem surtido efeito. “Quando arrumei o canteiro, alguém foi lá e plantou rosas”, diz, lembrando que a ideia é eta mesma, promover a conscientização da sociedade.

“O objetivo é despertar a solidariedade, porque as vezes vemos que está um pouco esquecido. Despertar que um ajude o outro. Quando você vai ao shopping tá tudo limpinho, não e porque tem um monte gente ali impando, mas como tá limpo as pessoas não sujam”, emenda.

Quem concorda com ele, e não deixou de participar ao passar pelo local, é o jornalista Silvio Mori, de xx anos. “Eu estava passando lá na hora e vi o pessoal descendo e resolvi ajudar também. Perguntei se eu poderia ajudar e eles disseram que sim. Na mesma hora liguei para meu pai que mora ali perto e ele foi ajudar também”, diz.

Moradores se reúnem todos os domingos para deixar Orla Morena mais bonita

O jornalista, que morou por dez anos no Japão, lembra ainda que no país oriental é comum a comunidade fazer sua parte e não ficar esperando que o poder público resolva tudo. “Lá a própria comunidade cuida da praças, das ruas. Nos condomínios, tipo “Minha casa, Minha Vida”, são os próprio moradores que zelam por tudo”, diz.

Dentre as ações já feitas pelo grupo destacam a pintura dos canteiros das árvores e bancos, a colocação de lixeiras de feitas de pneus, que Jenildo pontua, que além de ajudar a manter o local limpo é ecologicamente correto.

*As foto são do jornalista Silvio Mori.

Jornal Midiamax