Cotidiano

Menores aprendizes da Seleta denunciam atraso no salário e ameaçam parar

Governo já realizou repasse do convênio

Midiamax Publicado em 21/12/2016, às 18h38

None
sefaz_0.jpg

Governo já realizou repasse do convênio

Os adolescentes que prestam serviço em secretarias do Governo de Mato Grosso do Sul via Seleta (Sociedade Caritativa e Humanitária) reclamam do atraso do pagamento do salário referente ao mês de novembro. O mesmo problema ocorreu no mês de setembro, mas desta vez atingiu somente os menores aprendizes da Sefaz (Secretaria de Fazenda).

Conforme os jovens, o vale-transporte também não foi depositado e dessa forma estão impossibilitados de irem trabalhar. 

"Eles informam que não tem orçamento para o repasse. O mesmo aconteceu em setembro, mas dessa vez somente com a secretaria de Fazenda. Adolescentes deixaram de ir trabalhar por falta do pagamento que cai junto com o vale transporte", disse um dos contratados, que preferiu não se identificar.

Segundo os adolescente a paralisação não está descartada, tendo em vista, a falta de vale-transporte.

O Jornal Midiamax indagou a assessoria de imprensa do Governo do Estado sobre a situação, que explicou que o repasse ao convênio da Seleta já foi depositado. A data do depósito e o valor da ordem bancária, não foram informados.

No mês de setembro, foi gerada uma ordem bancária de R$ 77 mil.

A reportagem tentou contato com a Seleta e com o advogado da entidade, mas não obteve retorno.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Jornal Midiamax

O leitor enviou as informações ao WhatsApp da redação, no número (67) 9 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Jornal Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total anonimato garantido pela lei

Jornal Midiamax