Cotidiano

Medicina da UEMS fica entre os dez cursos com maior nota de corte no Sisu

Nota exigida para ser aprovado no curso foi de 804,83

Wendy Tonhati Publicado em 20/01/2016, às 11h36

None
uems4.jpg

Nota exigida para ser aprovado no curso foi de 804,83

O curso da Medicina da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) ficou na sétima colocação entre os cursos com maior nota de corte no Sisu (Sistema de Seleção Unificada).

Para a chamada ampla concorrência, que exclui os cotistas, a nota exigida para ser aprovado no curso foi de 804,83. Na primeira colocação ficou Medicina na UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), com 824,74 pontos.

As informações foram divulgadas pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante em entrevista coletiva na tarde da terça-feira (19). Entre as dez maiores notas de corte em todo o país, sete são de cursos de Medicina. Desses dez, cinco cursos estão em instituições federais no Rio de Janeiro. Em Mato Grosso do sul, 43.287 pessoas se inscreveram no Sisu.

A UEMS teve 25.778 inscritos para as 2.348 vagas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2016. O curso de medicina, de Campo Grande, foi o mais concorrido da universidade, com 2.710 inscritos, sendo 56,5 candidatos por vaga geral.

O segundo curso com mais inscritos foi pedagogia, também em Campo Grande, com 1.807 inscritos, 36,1 candidatos vaga geral. Em terceiro, Direito, de Dourados, com 1.189 inscritos, 23,8 candidatos por vaga geral. E em quarto, o curso de Direto de Naviraí, com 1.099 inscritos, sendo 22 candidatos por vaga geral.Medicina da UEMS fica entre os dez cursos com maior nota de corte no Sisu

Conforme o MEC (Ministério da Educação), a oferta de vagas do Sisu cresceu 376% desde 2010, ano de sua primeira edição, até 2016. No começo do sistema, eram propostas cerca de 47 mil vagas, enquanto este ano o número saltou para 228.071. Somente de 2015 para cá, o crescimento foi de 10%. O sistema registrou mais de 2,7 milhões de inscritos nesta edição. Em função desse crescimento da oferta de vagas, a relação candidato-vaga diminuiu.

Entre as diferentes modalidades de inscrição, os estudantes que se candidataram pela Lei de Cotas enfrentaram concorrência maior (28,0) que a encontrada na ampla concorrência (24,8). Mas em relação à nota de corte, um dado que chamou a atenção do ministro, a diferença entre cotistas e não-cotistas foi pequena. No curso de medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, por exemplo, a diferença foi de apenas 2,9%.

Nos dias 22, 25 e 26 os candidatos classificados no Sisu deverão fazer as matrículas nas universidades. Mas até 29 deste mês os não selecionados ainda podem manifestar interesse em participar da lista de espera.

ProUni – Iniciadas a partir da terça-feira (19), as inscrições seguem até as 23h59 da próxima sexta-feira, 22. O programa oferece 203.602 vagas. Este ano, são 30.931 cursos à disposição dos candidatos que fizeram o último Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), alcançaram o mínimo de 450 pontos na média e não zeraram a redação, entre outros critérios, como não ter diploma de outro curso superior e atender a requisitos de renda.

Jornal Midiamax