Cotidiano

Jardineiro vai parar no hospital após matar cobra durante limpeza de terreno

Ele foi encaminhado para a Santa Casa

Gerciane Alves Publicado em 28/01/2016, às 20h58

None
_mg_5872_interna.jpg

Ele foi encaminhado para a Santa Casa

Um jardineiro de 36 anos foi encaminhado para a Santa Casa de Campo Grande na tarde desta quinta-feira (28) por causa de uma irritação causada, segundo ele, pelo sangue de uma cobra. Natanael Ribeiro Cardoso fazia a limpeza de um terreno quando, ao matar o réptil teve os olhos atingidos pelo sangue do animal.

Segundo informações do tio de Natanael, o também jardineiro Jonas Alves Cardoso, os dois limpavam um terreno localizado ao lado da residência onde moram quando uma cobra, que ele acredita ser do tipo coral, apareceu. Ao avistar a serpente, Jonas pegou a enxada que usava para limpar o terreno e a matou.

Pouco tempo depois, Jonas disse que apareceu uma segunda cobra, desta vez uma preta de aproximadamente 30 centímetros. Nesse momento ele conta que o sobrinho Natanael pediu para matar a cobra, mas ao dar o primeiro golpe de enxada na serpente um líquido, que ela acredita ser sangue, esguichou em seus olhos causando desconforto imediato.

“Na hora ele reclamou que a vista estava embaçada e que sentia muita dor de cabeça. O corpo dele começou a tremer que mal consegui levantar da cadeira. Ele tremia igual uma vara verde”, conta o jardineiro. Na sequência o irmão de Natanael acionou o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) que o encaminhou para Santa Casa de Campo Grande.

O tio de Natanael conta que não ficou assustado com o aparecimento das cobras por que isso é rotineiro no local. “A gente tira cobra daqui direto. Às vezes eu nem mato, só jogo ela ali no fundo”, diz.

Segundo informações da assessoria de comunicação da Santa Casa, Natanael passa por avaliação médica. Ele está consciente, mas reclama muito de irritação nos olhos. 

Jornal Midiamax