Cotidiano

Homem encontrado atolado em areia de córrego recebe alta médica

Ele foi resgatado depois de ficar 4 dias atolado

Gerciane Alves Publicado em 17/03/2016, às 17h28

None
corrego1.jpg

Ele foi resgatado depois de ficar 4 dias atolado

Osvaldo Cândido da Costa, de 56 anos, que foi encontrado na tarde de quarta-feira (16) com as pernas enterradas no Córrego da Onça às margens da BR 262 em Três Lagoas, cidade a 338 quilômetros de Campo Grande recebeu alta nesta manhã (17). De acordo com o site Jornal do povo, ele estava internado na UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

Segundo informações do irmão da vítima de Osvaldo, Daniel Cândido da Costa, de 57 anos, Osvaldo foi visto pela última vez dia 11 de março na região do córrego. Daniel conta que o irmão é alcoólatra e que a família já tentou de tudo para que ele deixe o vício, mas nada surtiu efeito. Ele diz ainda que não sabe o que fez Osvaldo ir até o córrego.Homem encontrado atolado em areia de córrego recebe alta médica

“Não sei como ele foi parar lá, ele tem problemas com bebidas. Ele só bebe, não usa drogas, mas não aceita nenhum tipo de ajuda. O Osvaldo mora sozinho e toda família já tentou ajudar ele, mas ele não quer saber de ninguém. Já não sabemos o que fazer para ajudá-lo” destaca Daniel emocionado.

Ainda debilitado, Osvaldo contou que não lembra bem o que houve. Ele relata que iria atravessar o córrego para pegar um atalho e ir para casa, mas acabou afundando as pernas na areia. “Só lembro que minha perna foi afundando e senti que estava tudo molhado. Estava escuro e eu gritava e ninguém me ouvia. Bebi água do córrego porque estava muito calor”, disse.

A vítima foi resgatada por volta das 11h da quarta feira pela equipe do Corpo de Bombeiros de Três Lagoas e depois levada pelo Samu até a UPA. Depois de receber atendimento médico ele recebeu alta no fim da manhã desta quinta-feira.  

Jornal Midiamax