Cotidiano

Funcionários dos Correios rejeitam proposta e podem entrar em greve

Paralisação está marcada para dia 14

Wendy Tonhati Publicado em 09/09/2016, às 11h49

None
ato_correios_01082016.jpg

Paralisação está marcada para dia 14

Depois de os bancários entrarem em greve nacional, os funcionários dos Correios podem entrar em greve por tempo indeterminado. Em Campo Grande, assembleia foi realizada na última quinta-feira (8), e os trabalhadores votaram pelo indicativo de grave, a partir do da próxima quarta-feira (14). 

No dia 14, assembleias serão realizadas em todo o Brasil e as atividades podem ser paralisadas. Até lá, ainda será realizada negociação com a ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos). A empresa oferece um reajuste de  6,74%  nos salários enquanto a categoria pede 15% e alega a retirada de direitos já conquistados. Funcionários dos Correios rejeitam proposta e podem entrar em greve

Conforme o Sintect (Sindicato dos Trabalhadores nos Correios, Telegráfos e Similares de Mato Grosso do Sul), durante a assembleia, o diretor do sindicato Wilton dos Santos Lopes, destacou “a intransigência do novo presidente da empresa e apontou os principais retrocessos contidos na proposta da ECT que, além de impor arrocho salarial, ataca os benefícios vale-alimentação, auxílio-creche e extingue o vale-peru (talão extra do vale-alimentação de dezembro) e também o vale-cultura”. 

Jornal Midiamax