Cotidiano

Empresariado lança campanha “Acorda MS – Chega de Impostos” nesta terça-feira

Objetivo é mobilizar a sociedade contra o retorno da CPMF 

Kemila Pellin Publicado em 29/02/2016, às 19h08

None
4625207c-aed1-4ffe-8032-8b3f4373c599.jpg

Objetivo é mobilizar a sociedade contra o retorno da CPMF 

As federações da empresa, indústria, comércio, agricultura e a OAB-MS lançam nesta terça-feira (1º) a campanha “Acorda MS – Chega de Impostos”, com o objetivo de mobilizar a sociedade campo-grandense contra o retorno da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras) e tentar sensibilizar o governo do Estado para que haja uma diminuição nos tributos.

Segundo levantado pelos organizadores, uma pesquisa do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação), mostra que atualmente o brasileiro paga mais de 90 tributos por ano e a maior parte deles recai sobre o consumo. Para reforçar o movimento, ainda foi citado o Impostômetro, da Associação Comercial de São Paulo, que no ano passado atingiu R$ 2 trilhões em pagamentos de de impostos, taxas e contribuições pelo cidadão para a União, Estados e municípios. A previsão para 2016 é que o montante chegue a R$ 2,2 trilhões.

Para o presidente da Fecomércio-MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul), Edison Araújo, os empresários do Estado entendem que, ao recriar a CPMF, o Governo penaliza não só o setor produtivo, mas também a população. “A volta da CPMF é um remédio amargo e não traz solução para os problemas. É uma decisão unilateral sem a contrapartida que tanto esperamos do Governo, que é a de uma governança eficaz para a redução de custos”, ponderou, acrescentando que, de um modo geral, os aumentos recentes da carga tributária restringem a circulação de mercadorias e penalizam o setor produtivo, agravando o cenário de retração econômica e aumento do desemprego.

Participam do movimento a Faems ( Federação das Associações Empresariais de Mato Grosso do Sul), a Fiems (Federação das Indústrias do Mato Grosso do Sul), a Fecomercio-MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul), a Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS) e a OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil Seccional do Mato Grosso do Sul).

O lançamento da campanha “Acorda MS – Chega de Impostos” está prevista para às 19 horas no Edifício Casa da Indústria, na Avenida Afonso Pena, 1.206.

Jornal Midiamax