Cotidiano

Em três meses dengue já matou sete pessoas no Estado

Neste ano foram mais de 36 mil notificações

Midiamax Publicado em 09/03/2016, às 21h23

None
download_2.jpg

Neste ano foram mais de 36 mil notificações

Conforme o boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (9), pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), nos três primeiros meses de 2016, foram registrados mais de 36 mil notificações de suspeitas de dengue, além de, sete mortes provocadas pela doença.

O último boletim epidemiológico mostra que entre 28 de fevereiro e 5 de março foram registradas 1.784 notificações. Conforme o Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública) foram realizados 1.462 isolamentos virais,  sendo 438 amostras de isolamento viral positivas. 

Desde o início do ano foram computadas 36.052 suspeitas, o que representa 1.393,4 casos para cada 100 mil habitantes no Estado. Em 2015 foram 46.070 notificações. Dados mostram que no ano passado 17 pessoas morreram vítimas de dengue.

Em 2016 já foram sete mortes, dentre as vítimas, três eram moradoras de Campo Grande, uma em Coxim e outras três em Dourados. Mais uma morte está sendo investigada na Capital.

A SES divulgou ainda os boletins epidemiológicos de zika e chikungunya. Neste ano foram realizadas 985 coletas para exames laboratoriais para detectar o vírus Zika. Até o momento 67 casos foram confirmados, sendo 54 apenas em Campo Grande. Ao todo são 1.742 suspeitas da doença. 

Nestes três primeiros meses do ano foram 47 notificações de  chikungunya. Outras 40 suspeitas aguardam o resultado do exame. Até o momento não há nenhuma confirmação da doença em 2016. Já em 2015 foram 195 notificações, sendo 9 casos confirmados, entre eles, seis em Corumbá, um em Campo Grande, Dourados e Três Lagoas.

Jornal Midiamax