Cotidiano

Depois de vários assaltos, moradoras fecham rua de bairro em protesto

Reivindicação é mudança de itinerário de ônibus

Thatiana Melo Publicado em 19/09/2016, às 10h26

None
protesto.jpeg

Reivindicação é mudança de itinerário de ônibus

Revolta e indignação estes são os sentimentos das moradoras que vivem no residencial Sebastião Melo, na Rua Dos Pereiras, no Bairro Centenário, em Campo Grande, depois de vários assaltos no ponto de ônibus que fica a 100 metros do residencial.

O último assalto aconteceu na quinta-feira (15) passada e acabou com uma mulher agredida. A vítima teve os dentes quebrados pelo bandido, segundo a síndica do residencial Rosilany Vasques, de 33 anos.

De acordo com a síndica, a linha de ônibus Iracy Coelho A faz o trajeto que segue pela Rua Eva Peron e deixa os usuários a cerca de 100 metros do residencial. A reivindicação é que o ônibus deixe os usuários em frente ao residencial, na Rua Dos Pereiras.

Cerca de 40 mulheres participam do protesto, que fechou a rua.  No residencial, que tem 192 apartamentos, aproximadamente 1.200 moram no local. “Enquanto a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) não vier falar com a gente e resolver o problema não vamos liberar a rua”, fala Roselany.

Jornal Midiamax