Cotidiano

Contra tumulto em bares perto da UFMS, audiência sugere conscientização

Estudantes se comprometeram em ajudar

Ana Paula Chuva Publicado em 22/09/2016, às 21h23

None
20160922_142434.jpg

Estudantes se comprometeram em ajudar

 Audiência pública para resolver os impasses entre donos de bares próximos à UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), alunos e poder público foi realizada na tarde desta quinta-feira (22) no Plenarinho da Câmara Municipal de Campo Grande . Na ocasião ficou sugerido que haja uma união das partes para otimizar o trabalho de conscientização de frequentadores dos bares para minimizar as reclamações da vizinhança.

Na ocasião estiveram presentes os representantes da Guarda Civil Municipal, Polícia Militar, Semadur, Atléticas e a dona de uma dos bares da região. Foram expostas as situações dos lados dos estudantes, como abuso do poder público, os excessos da polícia nas abordagens e a falta de respeito com os frequentadores dos bares.

O representante da PM ressaltou o excesso de reclamações pela falta de respeito dos usuários do local, tais como ocupação das ruas dificultando o trânsito e o frequente uso dos portões das casas para que os jovens urinem, justamente pela falta de estrutura nos bares e o excesso de pessoas.

De acordo com a Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), algumas irregularidades foram encontradas nos bares, e a falta de estrutura para receber o número excessivo de pessoas seria um dos motivos que levariam ao fechamento dos bares.

Ao final da reunião, ficou acordado uma possível parceria entre polícia e estudantes para um melhor trabalho de conscientização. A ajuda dos acadêmicos na hora em que a polícia vá cumprir os chamados para que não sejam necessários excessos. E de acordo com o vereador Otávio Trad (PTB), será feito um pedido para melhoria da iluminação na região, a possibilidade de uma extensão das calçadas e a poda das árvores.  

Jornal Midiamax