Ele segue na UPA Coronel Antonino 

Mesmo com oito dias de espera e diante de decisão da Justiça, a transferência do serralheiro Fernando Brites, de 57 anos, para um Hospital de Campo Grande continua incerta. O paciente está desde o dia 3 de maio na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Coronel Antonino com suspeita de H1N1.

Nesta terça-feira (10), o juiz Alexandre Branco Pucci determinou que R$ 3.159,80 sejam sequestrados do Fundo Municipal de Saúde para custear o tratamento de Fenando em Hospital particular. Contudo, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) afirma que mesmo com decisão judicial, até mesmo as unidades privadas que liberam leitos para o Governo do Estado estão com capacidade máxima e não podem receber novos pacientes.

Na tarde desta quarta-feira (11), o filho do paciente, Vitor Gonzalez, de 36 anos, informou que a oficial de justiça intimaria o Estado da decisão, porém, a SES afirma que ainda não foi notificada.

Internado desde o dia 3 de maio na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Coronel Antonino com suspeita de H1N1, o serralheiro ainda aguarda transferência para um Hospital de Campo Grande.