Cotidiano

Claro afirma que investiga caso de cliente que foi chamada de surda

Uma atendente da empresa ofendeu a cliente

Midiamax Publicado em 13/09/2016, às 20h50

None
minhaclaro-tela-um-min.jpg

Uma atendente da empresa ofendeu a cliente

Após denúncia ao jornal Midiamax de uma cliente que foi chamada de surda por uma atendente da Claro, a empresa respondeu – por meio da assessoria de imprensa – que o fato “está em análise interna”.

“A operadora ressalta que a conduta referida no caso não condiz com as normas e padrão de atendimento prezados pela empresa”, afirma.

O caso

A cliente possui um aplicativo para gravar as conversas e encaminhou a ligação para o Jornal Midiamax. A vendedora recebeu a chamada às 12h54 e diz que da primeira vez, a ligação caiu. Na segunda tentativa, ela não conseguiu ouvir a atendente e foi chamada de surda. 

“Ela ligou da primeira vez e falava tão baixinho que eu não ouvia, por isso estava falando mais alto. Ela ofereceu o plano e eu falei que no momento não. Ela se exaltou e perguntou se eu era surda. Nem deu tempo de eu responder. Gostaria de compartilhar esta falta de educação”, diz. 

Leia a conversa:

Atendente da Claro: Alô. Está me ouvindo?
Cliente: Alô, pois não?
Atendente da Claro: Eu falo com a Nadir? (em tom alto) 
Cliente: Sim 
Atendente da Claro: Meu nome é Larissa. Eu falo da claro. Tudo bem? Estou entrando em contato, a Claro está liberando algumas promoções. 'Cê' usa internet ou só ligação?
Cliente: É só ligação. No momento não há interesse. Obrigada. 
Atendente da Claro: Para de gritar. Assim… Você é surda? Quem fala gritando é gente surda.

Nadir até tentou ligar de volta para o número, mas a ligação não foi aceita. Por meio do canal de atendimento ao cliente ela também desistiu de reclamar, pois nunca conseguia chegar no atendente. “Faz muito tempo que sou cliente da Claro e trabalho mais uma linha, mas o atendimento por telefone sempre demora muito e até prefiro ir direto na loja”. 

Jornal Midiamax