Cotidiano

Catadores retirados do lixão bloqueiam rodovia e reclamam de abandono

Manifestantes querem presença do MPT

Midiamax Publicado em 06/09/2016, às 13h08

None
img-20160530-wa0035_0.jpg

Manifestantes querem presença do MPT

Cerca de 200 catadores, que em fevereiro de 2016 foram impedidos de trabalhar na 'área de transição', localizada entre os aterros sanitários Dom Antônio Barbosa I e Dom Antônio Barbosa II, bloquearam a BR-262 em Campo Grande, na manhã desta terça-feira (6). Os manifestantes fecharam o trecho próximo da entrada da UTR (Usina de Triagem de Resíduos), e do lixão, na região sul da cidade. Eles reclamam de abandono e pedem a presença de representantes do MPT (Ministério Público do Trabalho)

A manifestação começou por volta das 7 horas e de acordo com Luiz Henrique Berrocal, um dos compradores de materiais recicláveis que lidera o protesto, não há previsão para que a pista seja liberada. 

"Queremos nosso emprego de volta. Tiraram a gente daqui e não resolveram nossa situação. Não temos hora para desbloquear a rodovia. Queremos falar com o Ministério Público do Trabalho", frisa.

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) está no local e segundo as informações, há aproximadamente um quilômetro de congestionamento em ambos os sentidos da rodovia. 

Jornal Midiamax