Cotidiano

Catadores do antigo lixão fecham BR-163 na saída para São Paulo

Manifestação começou por volta das 6h20

Wendy Tonhati Publicado em 22/09/2016, às 10h11

None
f15f0152-c472-4524-9809-9d21e0b326f0.jpg

Manifestação começou por volta das 6h20

Cerca de 30 manifestantes fecharam a BR-163, no KM 465 (rotatória da saída para Dourados). O protesto começou por volta das 6h20 desta quinta-feira (22) e durou até às 7h20, quando os trabalhadores decidiram desbloquear a pista. A rodovia está ficou totalmente interditada nos dois sentidos e foi registrado congestionamento de carretas. 

Os catadores continuam inconformados com o fechamento da área de transição do antigo lixão e alegam que ficaram desempregados com a instalação da UTR (Usina de Triagem de Resíduos) e a contratação de parte dos antigos catadores como empregados da Solurb. 

De acordo com um dos representantes dos catadores, Bryan, “após terem fechado a área de transição, mais de mil famílias ficaram desamparadas. A empresa ofereceu uma proposta que não é a que queremos. Escolhemos ser catadores e é esse nosso trabalho”, disse. 

João Alves, outro representante dos trabalhadores, afirma que agora, os trabalhadores pedem também a abertura de uma investigação do MPF (Ministério Público Federal) sobre o fechamento do aterro sanitário. 

Manifestação

Desde que o acesso ao aterro foi proibido, cerca de 300 trabalhadores ficaram desempregados. Eles alegam falta de material e de condições de trabalho até mesmo dentro da UTR, que conforme os relatos, recebem materiais hospitalares como agulhas e seringas, além de outros materiais não recicláveis. A última manifestação ocorreu no dia 6 deste mês. 

Os ex-catadores, afirmam também que a Solurb está descumprindo a lei que trata sobre o descarte de resíduos sólidos, jogando lixo diretamente na natureza e  reclamam de demissão dentro das cooperativas. Segundo eles, os desligamentos estão ligados à suposta negociação de venda da Solurb a uma multinacional. (Matéria editada para acréscimo de informações)

Jornal Midiamax