Cotidiano

Candidatos denunciam insegurança em site de concursos da Capital

Empresa justifica que informações são seguras

Midiamax Publicado em 10/03/2016, às 11h21

None
area_do_candidato_fapec.png

Empresa justifica que informações são seguras

A segurança na área do candidato disponibilizada no site da Fapec (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura), que atualmente está com sete novos concursos e outros oito em andamento, foi questionada por leitores do Jornal Midiamax, que garantem que o sistema não oferece proteção aos usuários.

Os leitores destacam que qualquer pessoa que tenha o número do CPF de um usuário é capaz de entrar na área do candidato e fazer alterações. Segundo as informações, isso é possível porque não é necessária a confirmação de segurança ao fazer a mudança de senha. Basta informar o CPF (Cadastro de Pessoa Física) e solicitar a alteração para que se tenha acesso à área restrita.

"A empresa que realiza a maioria dos concursos municipais possui uma segurança nula na área do candidato, propiciando que um estranho, ao ter acesso ao CPF de outros troque a senha e obtenha acesso a dados que deveriam ser sigilosos", denuncia um leitor que preferiu não se identificar.

A equipe de reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a Fapec e constatou a denúncia. Um funcionário do local confirmou que as informações não eram confirmadas antes que a mudança de senha fosse concluída.

Em contato com a assessoria de comunicação da Fapec, a reportagem foi informada de que "para acessar a área do candidato é necessário informar dois dados pessoais e de responsabilidade do inscrito. No entanto, as informações solicitadas são o número do CPF e a senha. Os usuários que fizeram a denúncia destacam que a única exigência é o número do CPF considerando que a senha pode ser alterada, sem necessidade de confirmação. Os usuários temem que dessa foram, informações importantes sejam alteradas.

"Podemos sofrer ataques, cancelamento da inscrição/alteração de dados dos concorrentes aos certames pela empresa auditados", observa. Quanto a essa questão, a assessoria de comunicação justifica que "na área do candidato, não podem ser alteradas as informações essenciais para o andamento dos concursos: nome, CPF e data de nascimento.

De acordo com a explicação, "esses dados são informados pelos candidatos no momento de cadastro na plataforma e só podem ser alterados pela própria Fapec após uma solicitação formal". A assessoria de comunicação frisa que está "atenta aos avanços tecnológicos e a proteção dos dados" A Fundação ressalta que "faz melhorias constantes na segurança do sistema e, até hoje, não houve prejuízo a candidatos".  

Jornal Midiamax