Cotidiano

Após vídeo, Bernal quer indenização de R$ 50 mil da Fetems

Prefeito pede indenização por danos morais

Kemila Pellin Publicado em 11/03/2016, às 21h53

None
fetems_0.jpg

Prefeito pede indenização por danos morais

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal entrou com uma ação na Justiça contra a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) pela divulgação de 'conteúdos difamatórios', por meio do vídeo, no qual a federação acusa o prefeito de mentir sobre o valor pago aos professores da Reme (Rede Municipal de Ensino). Além de pedir a desvinculação dos conteúdos, Bernal cobra indenização de R$ 50 mil por danos morais.

O prefeito alega que a “liberdade de expressão não pode ser confundida com os atos que vem sendo praticados pela Fetems, que nada mais são do que ataques reiterados, regados a acusações falsas e totalmente infundadas” e pede concessão de liminar, sem ouvir ouvir a parte contrária, determinando que ela seja proibida de vincular o nome e a imagem de Bernal em qualquer esquema que impeça a majoração do piso dos professores.

Ele ainda pede, que em caso de descumprimento da determinação, a federação aplicação de multa diária por veiculação da matéria em jornais, tvs, sites, no valor de R$ 10 mil, até o limite máximo de R$ 300 mil.

Por fim, o prefeito ainda pediu indenização de R$ 50 mil por danos morais e que a Fetems seja condenada ao pagamento das despesas processuais, também no valor de R$ 50 mil, além dos honorários dos advogados no valor de 20% sobre o valor da condenação.

Jornal Midiamax