Medida atende reivindicação de comissão da OAB

 

O TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) editou nesta terça-feira (31) uma portaria assegura atendimento prioritário   a advogadas que estejam gestantes, lactantes e com crianças de colo em audiências de primeiro grau e sessões do TJ. 

Advogadas gestantes e com crianças de colo terão atendimento prioritário no TJO documento  referente à  Portaria nº 951 foi assinado nesta manhã desta terça-feira (31) pelo presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul e será publicada no Diário de Justiça da próxima quarta-feira (1º).

“Nós temos pautado a nossa administração na proteção das pessoas, principalmente das mulheres, tanto que o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul foi o pioneiro em criar uma vara dedicada a medidas protetivas à mulher, que é a Casa da Mulher Brasileira”, destacou o presidente do TJMS, Des. João Maria Lós.

A portaria atende a solicitação da presidente da CMA (Comissão da Mulher Advogada), Tâmara Sanches. Para ela, a iniciativa do TJMS põe fim a um anseio de vários anos das advogadas gestantes. “A resposta do Tribunal de Justiça em atender ao nosso pleito foi a mais rápida de todo o país e mostra com isso a sensibilidade com as mulheres em geral”.

(Com informações da assessoria)