Cotidiano

Tradição do santo casamenteiro tem fila dobrando esquina e bolo de 2 toneladas

Solteiros disputam uma das 1,2 mil alianças no bolo de Santo Antônio

Midiamax Publicado em 13/06/2015, às 11h34

None
capa_1_6.jpg

Solteiros disputam uma das 1,2 mil alianças no bolo de Santo Antônio

A tradicional distribuição do bolo de Santo Antônio começou logo cedo, neste sábado (13), e já atrai diversos fiéis, na igreja de mesmo nome. A fila das mulheres à procura de uma das 1,2 mil alianças – o dobro do ano passado – e de um grande amor já dobra a esquina. O interesse é diverso, mas a maioria diz acreditar que conseguindo um dos anéis, o casamento no próximo ano está garantido.

É o caso da professora Marta Holanda, 41 anos, que nunca casou e já foi até madrinha da sobrinha neta que ‘viu nascer’, como ela conta – ela é a única solteira na família.

Hoje cedo, a fiel resolveu ir à tradicional comemoração e, para sua felicidade, conseguiu uma das alianças. “Agora vou casar”, comemora.

O santo casamenteiro, como é conhecido Santo Antônio, também padroeiro de Campo Grande, atraiu que já está na vida de solteira há muito tempo e quer mudar sua situação. “Todo ano quero vir, mas só agora”, disse a auxiliar administrativo Tatiane Lara, 32 anos.

A relutância em vir aconteceu mais por conta das amigas solteiras que querem que a amiga saia dessa vida, conta. “Vim escondida, cansei de festar, quero um namorado. Está difícil, tem que apelar para o santo”, brinca.

Quem é casada também participa da comemoração, como é o caso de Luzia Mariluce, 53 anos. Ela nem precisa mais das alianças, é casada há 32 anos, mas foi a igreja hoje por ser devota de Santo Antônio. “Tudo que peço para ele, ele me atende”, diz, inclusive seu próprio casamento. Mas, ensina, tem que pedir com fé porque só assim o desejo será alcançado.

Este ano, o bolo tem 2 toneladas, no qual foram utilizados 4 mil ovos e uma semana para ficar pronto, que contém 1,2 mil alianças. Evento deve durar até as 13h30. 

Jornal Midiamax