Cotidiano

Temporal faz estragos em Amambai e mata quinze vacas em fazenda

A tempestade teve ventos circulares

Diego Alves Publicado em 24/11/2015, às 01h33

None
84ca817dfc09052fcc2d153940990e8c.jpg

A tempestade teve ventos circulares

Um temporal com chuva e ventos fortes derrubou árvores, destelhou casas, currais e deixou  um rastro de destruição na zona rural de Amambai, cidade a 350 quilômetros de Campo Grande, no final da manhã desta segunda-feira (23).

A tempestade teve ventos circulares parecido com de um tornado que atingiu uma faixa de aproximadamente dois quilômetros de largura passou a cerca de 11 quilômetros da cidade e se estendeu por vários quilômetros. Algumas árvores foram arrancadas pela raiz e outras cortadas do meio para cima.

Na região da base operacional da Polícia Militar Rodoviária Estadual (PRE) na Rodovia MS-156 entre Amambai e Tacuru, pelo menos quinze postes de concreto de sustentação da rede elétrica caíram.

Parte deles foram quebrados quase ao meio pela força do vento, deixando a própria base PRE e inúmeras propriedades rurais da região, algumas delas com resfriadores de leite movidos a base de energia, inoperantes.

Militares do 16º Subgrupamento do Corpo de Bombeiro trabalharam sob chuva e tiveram muito trabalho para liberar a via e retirar o tronco que caiu sobre o alojamento da base PRE.

Já na Fazenda Santa Rita a força do vento, possivelmente auxiliada por um raio, fez arrebentar a fiação da rede de alta tensão, vindo a cair sobre o rebanho, e matou quinze vacas da raça nelore e uma bezerra.

Jornal Midiamax