Cotidiano

Temporal causa destruição em Ponta Porã

A chuva foi no início da manhã desta terça-feira

Diego Alves Publicado em 27/10/2015, às 23h38

None
unnamed_1.jpg

A chuva foi no início da manhã desta terça-feira

Um temporal causou estragos na manhã desta terça-feira (27) em Ponta Porã, cidade a 338 quilômetros de Campo Grande. De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura,  a chuva forte acompanhada de rajadas de ventos causou prejuízos em bairros e no distrito de Sanga Puitã, em Ponta Porã. O temporal ocorreu na manhã desta terça-feira, destelhou casas, derrubou árvores e postes da rede de iluminação.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Mauro Camargo, por volta das 6 horas, a cidade foi atingida pela chuva acompanhada de vento muito forte. Em algumas regiões de Ponta Porã, as rajadas de ventos levaram coberturas inteiras de imóveis, como aconteceu em um prédio localizado na BR-463, próximo ao distrito de Sanga Puitã.

A força do vento levou a porta principal e depois arrancou a estrutura metálica e toda a cobertura de zinco. A ferragem ficou retorcida no chão. Também em Sanga Puitã, a ventania causou danos na rede de energia elétrica. Cerca de 15 postes tombaram e a rede em alguns pontos ficou no chão.  Várias casas também ficaram destelhadas na r egião.

A Defesa Civil esteve no local auxiliando os moradores e o problema da iluminação foi resolvido durante o dia com o trabalho dos funcionários da Eletrorede, empresa que presta serviços para a Energisa.

 “Estivemos no local atendendo os moradores e auxiliando no que é possível. Apesar dos prejuízos econômicos, não ficamos com famílias desabrigadas e também não tivemos registro de pessoas feridas”, ressalta o coordenador. Ele também destacou que na região da Vila Áurea, na rua Benjamin Constant, foi registrado queda de árvore. Também ocorreram quedas de árvores na região dos Ipês. “Já os moradores da região do ‘Brejão’, no bairro Altos da Glória, dessa vez não tiveram prejuízos e não ocorreu inundações. Mas a Defesa Civil está em alerta, assim como o Exército e Corpo de Bombeiros, além das Secretarias Municipais de Assistência Social e de Obras e Urbanismo, para atender qualquer eventualidade. Estamos prontos para colocar a qualquer momento em ação o plano emergencial”, destacou.

Jornal Midiamax