Cotidiano

Suposta reintegração de posse movimenta 500 homens da Tropa de Choque em Caarapó

Em nota, representantes do povo Guarani Kaiowa pediram ajuda em caráter de emergência

Clayton Neves Publicado em 09/08/2015, às 00h35

None
escolta-getam-15.png

Em nota, representantes do povo Guarani Kaiowa pediram ajuda em caráter de emergência

Aproximadamente 500 policiais da Tropa de Choque teriam chegado neste sábado (8) ao município de Caarapó, a fim de cumprir o mandado de reintegração de posse da Fazenda Novilho, ocupada pela comunidade do Tekoha Itaguá. A informação é de lideranças do Conselho Aty Guasu.

Em nota, representantes do povo Guarani Kaiowa pediram ajuda em caráter de emergência às autoridades federais e órgãos internacionais de direitos humanos e reafirmaram a “decisão definitiva de resistir pacificamente a qualquer ordem judicial de despejo forçado.”

Ainda de acordo com o relato, a comunidade manifestou preferir que “sejam todos mortos no local do que a expulsão de sua terra ancestral pelas forças policiais.”

O Aty Guasu já informou ao Ministério Público Federal em Dourados que 6 mil indígenas estão concentrados na Resistência Guarani Kaiowa no Tekoha Itaguá, contando com o apoio dos Tekohas Te’yjusu e Pindo Roky/ Tey’iKue – também ameaçadas por decisões de reintegração de posse.

Na Terra Indígena Itaguá, os indígenas tem sua casa grande de reza, escola, casas e roçados. 

Jornal Midiamax