Cotidiano

Sorteados protestam em Dourados contra atraso na entrega de casas

Moradores de Dourados temem perder direito a casa

Midiamax Publicado em 13/04/2015, às 12h53

None
300x213x4-552a87975270cb464545ffa1ce69f041b1fd636ca676c.jpg

Moradores de Dourados temem perder direito a casa

Moradores contemplados com as residências do Programa Minha Casa, Minha Vida está na frente da prefeitura de Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande. Eles querem posicionamento do executivo municipal sobre a situação dos contemplados, depois que ao menos 450 famílias invadiram no sábado (11) casas do Residencial Deoclécio Artuzi III.

De acordo com a prefeitura de Dourados, os moradores que pedem explicação foram sorteados pelo programa e aguardam a conclusão das construções, feitas pela empresa LC Braga, para entrar nas moradias.

No entanto, com a invasão do fim de semana, os contemplados estão preocupados e pedem explicação da prefeitura. Eles temem que a situação se complique e atrase ainda mais a entrega das moradias.

Segundo informações, as famílias que entraram nas moradias ainda inacabadas aguardam há anos pela casa própria. A lista de sorteados foi divulgada em dezembro de 2013 e a previsão era de que as casas seriam entregues em 2014.

Os secretários de governo e de planejamento de Dourados, Jose Jorge Filho e Luiz Roberto Araujo, respectivamente, já conversaram com os moradores que protestam na frente do Executivo, afirma a assessoria de comunicação.

Ainda segundo a assessoria, o papel do Executivo municipal é exclusivamente social, no sorteio dos moradores contemplados. A demora na entrega, bem como outros detalhes do convênio fica sob a responsabilidade da empresa e da Caixa Econômica Federal.

Neste momento, os moradores estão sendo conduzidos para uma reunião com o prefeito de Dourados, Murilo Zauith (PSB).

Jornal Midiamax