Só ambulâncias e cargas perecíveis passam por bloqueio do MST em MS

Cerca de 100 manifestantes bloquearam a BR-267 em Nova Andradina na manhã desta quinta-feira
| 07/05/2015
- 15:24
Só ambulâncias e cargas perecíveis passam por bloqueio do MST em MS

Cerca de 100 manifestantes bloquearam a BR-267 em Nova Andradina na manhã desta quinta-feira

Cerca de 100 manifestantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais ) bloquearam a BR-267, próximo do Km 132 em Nova Andradina, distante 297 quilômetros de Campo Grande. A rodovia foi fechada por volta das 6 horas desta quinta-feira (7) e apenas ambulâncias e veículos com cargas perecíveis são liberados.

O coordenador estadual do MST-MS, Claiton Neves, explica que a decisão foi tomada entre os grupos do interior do Estado. Em Campo Grande, outro grupo está acampado na sede do -MS (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária de Mato Grosso do Sul) e segundo ele, os manifestantes reivindicam a nomeação de um novo superintendente. 

“Queremos a nomeação de um novo superintendente para o Incra e estamos aguardando um posicionamento de Brasília sobre a vinda do presidente do Instituto para que as questões agrárias sejam resolvidas no Estado”, afirma.

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), que está no local, apenas ambulâncias e veículos com cargas perecíveis são liberados. Conforme as informações, até o momento já são cinco quilômetros de congestionamento em cada lado da rodovia.

Na Capital, outro grupo com cerca de 500 pessoas permanece acampado na sede do Incra. Os manifestantes ocuparam o local na manhã dessa quarta-feira (6), por volta das 8 horas e afirmam que só desocuparam a sede do Instituto após a nomeação de um novo superintendente.

Nesta quinta-feira, representantes do MST participarão de uma audiência pública na Assembleia Legislativa, às 14 horas para discutir o assunto. 

Veja também

A prefeitura retoma recapeamento na área central nesta sexta-feira (19), em Campo Grande. As equipes...

Últimas notícias