Cotidiano

Sesau confirma falta de medicamentos e diz que problema deve ser resolvido em 15 dias

Falta de medicamentos foi denunciada por servidor no CRS Guanandy

Midiamax Publicado em 08/04/2015, às 15h50

None
site_mg_9868.jpg

Falta de medicamentos foi denunciada por servidor no CRS Guanandy

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) confirma a denúncia de falta de medicamento na Rede Municipal de Saúde Pública e garante que o problema deve ser solucionado em 15 dias. O caso foi divulgado nesse domingo (5), depois que um profissional relatou o problema ao Jornal Midiamax.

Conforme a denúncia, o Cetoprofeno e o Tramadol estão em falta no CRS (Centro Regional de Saúde) Guanandy. A assessoria de comunicação da Sesau garante que apenas o primeiro está em falta, no entanto, assegura que substituiu o medicamento por outros dois anti-inflamatórios.

“Isso ocorreu por conta do exercício financeiro de 2015 que foi aberto no dia 23 de janeiro. Só a partir disso que pudemos prosseguir com as licitações, mas esse medicamento foi substituído pelo Diclofentato e  Hidrocortisona”, explica.

Quanto ao Tramadol, a assessoria de comunicação da Sesau justifica que “o laboratório havia entregado outro medicamento por engano e que o problema foi solucionado no mesmo dia”.

Sobre a aplicação de Morfirna, que realizada por falta de medicamento, conforme denúncia feita por um profissional do CRS (Centro Regional de Saúde) Guanandy, como explica a matéria publicada ontem, a Sesau diz que a prescrição de medicamentos é de responsabilidade de cada médico.

A assessoria de comunicação não informou quais os remédios em falta na Rede Municipal de Saúde, mas afirma que o problema será solucionado em no máximo 15 dias.

Jornal Midiamax