Cotidiano

Servidores do Judiciário Federal cruzam os braços na próxima segunda

Servidores esperam por reajuste há 8 anos

Jessica Benitez Publicado em 12/06/2015, às 19h39

None
sindijufe_ms.jpg

Servidores esperam por reajuste há 8 anos

Para alertar sobre aumento salarial, os servidores do Poder Judiciário Federal e Ministério Publico da União paralisarão os trabalhos por 24h na próxima segunda-feira (15). O intuito é mobilizar a classe em todo o Estado e dar atendimento mínimo ao público, como determina a lei. Além de cruzarem os braços, eles farão protesto em frente ao Tribunal de Justiça no Parque dos Poderes a partir do meio-dia. Caso não sejam atendidos mais uma greve pode ser deflagrada.

 “Vamos garantir a presença mínima de funcionários  nos órgãos do poder judiciário federal, que engloba a Justiça Federal, Justiça do Trabalho, Justiça Eleitoral e Justiça Militar da União em Mato Grosso do Sul”, afirmou Gabriel Vargas Goulart, coordenador financeiro do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal e Ministério Público da União em Mato Grosso do Sul (Sindjufe/MS).

No último dia 15 a categoria chegou a fazer assembleia para definir data em que ocorreria a paralisação. Inicialmente a ideia era protestar no dia 27, porém houve adiantamento. Em nota o sindicato pede apoio da sociedade para que o projeto de reajuste seja aprovado pelo Senado e sancionado com rapidez pela Presidente da República, Dilma Rousseff (PT).

 “Buscamos a recomposição de vencimentos da categoria, veiculado pelo PLC 28/2015 de autoria do Supremo Tribunal Federal (STF), órgão máximo do Judiciário Brasileiro, e contamos com a compreensão e apoio de toda sociedade e de toda a Magistratura, posto que a aprovação legislativa do referido PLC e sua sanção presidencial é necessária para garantir a autonomia institucional do Poder Judiciário”, afirma o Sindjufe na nota pública.

Jornal Midiamax