Cotidiano

Secretário agenda reunião para discutir greve dos médicos

Sindicato alega que Município não cumpriu acordo

Midiamax Publicado em 11/08/2015, às 18h49

None
grevedosmedicos_cg.jpg

Sindicato alega que Município não cumpriu acordo

O secretário municipal de Governo da Prefeitura de Campo Grande, Paulo Matos, confirmou que deve se reunir nesta terça-feira (11) com o chefe da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), Jamal Salém, e com o titular da Semad (Secretaria Municipal de Administração), Wilson do Prado. 

A pauta do encontro será a greve deflagrada novamente pelo Sinmed (Sindicato dos Médicos). De acordo com Matos, a reunião deve ocorrer no fim da tarde de hoje.

“Vamos nos inteirar de tudo que esta ocorrendo. Tivemos um encontro no início da semana com o presidente do sindicato, mas agora queremos ver os dois lados. Precisamos avaliar a falta de médicos nos postos de saúde, além da questão dos plantões, pois muitos médicos receberam sem trabalhar”, disse.

Greve retomada

O sindicato dos médicos decidiu ontem, depois de assembleia, por nova paralisação da categoria sob a alegação de que a Prefeitura de Campo Grande não cumpriu com acordo firmado meses atrás.

Em maio os profissionais que atuam na rede pública de saúde entraram em greve e só voltaram aos trabalhos aproximadamente 18 dias depois. À época o Executivo municipal se comprometeu, de acordo com o Sinmed, em discutir a reposição salarial e a mudança da data-base dos médicos a partir de agosto.

Ainda foi negociado que a Prefeitura retomaria o pagamento das gratificações e parcelaria as remunerações não pagas à categoria em seis vezes.

 “Hoje vamos fazer o comunicado do indicativo de greve, já que não houve cumprimento do acordo feito”, resumiu Valdir Shiroma, presidente do Sinmed.

Segundo Shiroma, apenas 30% do efetivo de médicos estarão nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento). Já nas unidades de atenção básica apenas os casos de emergência serão atendidos.

Jornal Midiamax