Cotidiano

Queda no diesel não causará redução da tarifa de ônibus em Campo Grande

Atualmente tarifa do ônibus é de R$ 3

Midiamax Publicado em 12/08/2015, às 22h27

None
img-20150812-wa0120.jpg

Atualmente tarifa do ônibus é de R$ 3

Quem esperava ver o preço da tarifa do transporte coletivo urbano de Campo Grande diminuir, sob o argumento da redução da alíquota de ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre o litro do óleo diesel, infelizmente se frustrou.

O Consórcio Guaicurus alega que apesar de hoje o combustível estar mais em conta, o diesel corresponde apenas 25% da ‘cesta de itens’ para se calcular a tarifa. João Rezende, presidente do Consórcio, explica que o reajuste de salários, de autopeças e de pneus causam impactos maiores.

“A diminuição que o governador fez é muito importante, mas não tem o alcance para reduzir a tarifa neste momento”, disse, considerando que o cálculo do preço da passagem é feito pela Prefeitura de Campo Grande.

Ainda que a expectativa do governo seja de ver o litro do diesel vendido por até R$ 2,70 em Mato Grosso do Sul, o Consórcio Guaicurus defende o reajuste da tarifa, mesmo alegando que o aumento é ‘ruim’ para o transporte público. O presidente relembra que em novembro do ano passado, quando ocorreu o último aumento da passagem, o litro do diesel era adquirido por R$ 2,40.

“Não tenho dúvidas que esta última diminuição vai influenciar de maneira positiva. Mas de novembro a junho de 2014 houve muitos reajustes, onde, inclusive o diesel era vendido por R$ 2,40, não procuramos fazer reajuste, pois não era o momento”, observou.

A previsão do Consórcio Guaicurus é que a tarifa do ônibus, hoje estabelecida e R$ 3, seja reajustada no final deste ano, no dia 12 de novembro.

Jornal Midiamax