Cotidiano

Proposta agrada Sindicato e bancários decidem hoje se colocarão fim à greve

Votação será decidida por 51% dos profissionais presentes em assembleia

Midiamax Publicado em 26/10/2015, às 12h08

None
greve_dos_bancarios_midiamax.jpg

Votação será decidida por 51% dos profissionais presentes em assembleia

A greve dos bancários iniciada há 20 dias em Campo Grande, pode chegar ao fim nesta segunda-feira (26). A proposta de reajuste de 10% para os salários, PRL (Participação nos Lucros e Resultado) e piso e, de 14% para o vale refeição, cesta alimentação e auxílio creche babá, oferecida pela Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) aos bancários, será votada hoje.

As rodadas de negociações tiveram início na última terça-feira (20), no entanto, as primeiras propostas foram rejeitas pela categoria e o acordo, ainda sob análise, foi sugerido na sexta-feira (23).

Segundo a secretária do SEEB-CG (Sindicato dos Bancários de Campo Grande e Região), Neide Maria Rodrigues, a categoria ainda vai decidir se aceita a proposta. Caso isso ocorra, a greve termina e os atendimentos voltam ao normal nesta terça-feira (27).

“Vai depender da categoria, o Sindicato apenas orienta a aceitar a proposta, mas quando há uma orientação do Comando Nacional e do Sindicato, normalmente aprova. Não é uma boa proposta, a inflação no período é de 9,88%, mas entendemos que é um momento problemático para o país, vivemos uma conjuntura diferente e a maioria das categorias não está conseguindo atingir a inflação”, justifica.

Com o reajuste, o salário inicial dos profissionais de portaria será de R$ 1.377,62; escriturário R$ 1.976,00; caixa R$ 2.669,49. Já o vale refeição de R$ 26, 00, por dia, sobe para R$ 29,64 e a cesta alimentação de R$ 431,16 para R$ 491,52. O auxílio creche babá também recebe aumento de R$ 358,82 para R$ 394,70.

A assembleia da categoria será realizada às 18h30, na sede do Sindicato e a decisão será conforme a votação da maioria, decidida por 51% dos profissionais presentes na reunião.  

Jornal Midiamax