Cotidiano

Professores da Reme têm salários de até R$ 17 mil, explica Prefeitura da Capital

Executivo diz que 463 professores recebem de R$ 7,1 mil até R$ 18 mil 

Midiamax Publicado em 13/06/2015, às 18h46

None
escola_municipal_gw_pequena_.jpg

Executivo diz que 463 professores recebem de R$ 7,1 mil até R$ 18 mil 

Professores que atuam na Reme (Rede Municipal de Ensino) de Campo Grande chegam a receber salários de até R$ 17,8 mil, ao menos é o que diz a Prefeitura de Campo Grande.

Dados do Executivo municipal indicam que o docente com nível superior em início de carreira recebe tal valor quando se soma o vencimento de R$ 2,673,60 por 20horas/aulas, adicionais por tempo de serviço, formação e outras gratificações. Em alguns casos, segundo a Prefeitura, alguns professores podem receber a mais que R$ 17,8 mil. 

A Semad (Secretaria Municipal de Administração), diz que a folha de pagamento do magistério soma R$ 40 milhões e representa quase metade dos gastos do município com pessoal.

A secretaria detalha, por exemplo, que no topo salarial da categoria estão 463 professores com salários de R$ 7,1 mil até R$ 18 mil por mês. Na faixa intermediária das remunerações, acima de R$ 3 mil estão aproximadamente  2,9 mil professores, o que representa 33% de todo o quadro do magistério. Outros 5.644 doentes, segundo conforme a Semad, recebem de R$ 2.673,00 a R$ 2.999,00.

Ainda segundo os dados do Executivo, no quadro de pessoal do magistério há somente três professores com nível médio de escolaridade. A Prefeitura, no entanto, garante que a remuneração dos professores que estão em sala de aula é 56% acima do piso nacional com carga horária de 20 horas/semanais – fixado em R$ 1.917,72. Tal profissional tem salário de R$ 2,993,00 e o outro R$ 3.059,00, diz a Prefeitura. 

Professores da Reme pedem a aplicação do índice de 13,01%, para equiparação do piso local ao nacional, conforme prevêem as legislações da União e do Município. Por causa do impasse com a Prefeitura, a categoria deflagrou greve no último dia 25 de maio. A paralisação atingiu parcialmente as escolas municipais e pode prejudicar as aulas de aproximadamente 101 mil alunos da rede.

Jornal Midiamax