Cotidiano

Prefeitura diz que greve do ACP já terminou em 83% das escolas da Capital

Paralisação total ocorre em 16 escolas 

Midiamax Publicado em 18/06/2015, às 16h55

None
img-20150617-wa0073.jpg

Paralisação total ocorre em 16 escolas 

A greve dos professores da Reme (Rede Municipal de Ensino) de Campo Grande chegou ao 24º dia e de acordo com a Prefeitura Municipal 83% das escolas estão em aula. Segundo a Prefeitura, a greve vem perdendo força e de acordo com dados da Reme das 94 escolas 45 estão em aulas. De acordo com o secretário interino de Educação, Wilson do Prado, nessas escolas o funcionamento é pleno.

Ainda segundo dados da Prefeitura, de ontem (17) para esta quinta-feira (18), o número de escolas onde há adesão total  a paralisação caiu quase pela metade, 46%, reduziu de 30 para 16 escolas. A quantidade de unidades onde as aulas estão normalizadas, passou de 44 para 45 e a quantidades dos estabelecimentos de ensino onde a adesão é parcial, aumentou de 20 para 33.

O prefeito Gilmar Olarte avalia que a maioria dos professores defende o entendimento e se opõe ao uso político das reivindicações da categoria. “ O direito a greve é legítimo. O que não pode é passar para o lado pessoal, ameaçando a paz e segurança da minha família”, comentou  Olarte, a atitude de alguns professores que nesta manhã se concentrarão em frente da sua residência.

O executivo divulgou que desde 2011, os professores obtiveram reajustes acumulados de 62,78%, três vezes acima da inflação, que no período ficou em 24,10%. Estes aumentos impactaram em 95% a folha de pagamento dos professores, que passou de R$ 20,7 milhões para R$ 40,4 milhões. O salário-base passou de R$ 1.564.06 para R$ 2.546,06 (de licenciatura).

Jornal Midiamax