Cotidiano

Prefeitura ‘corre’ com limpeza para reabertura do Parque Ayrton Senna

Parque no maior bairro da cidade deve ser reaberto neste sábado

Gerciane Alves Publicado em 14/11/2015, às 10h22

None
pqayrtonsenna_capa1_la.jpg

Parque no maior bairro da cidade deve ser reaberto neste sábado

Dezenas de trabalhadores da Prefeitura de Campo Grande se apressavam na limpeza do Parque Ayrton Senna, na tarde de sexta-feira (13). Localizado no Bairro Aero Rancho, o mais populoso da cidade, o espaço foi interditado pelo Corpo de Bombeiros no dia 11 de junho deste ano, mas será reaberto neste sábado (14).

Do lado de fora, na tarde de sexta, era possível ver homens cortando grama, pintando a entrada e o meio-fio da pista de caminhada, arrumando o telhado do ginásio. Mas, isso só em uma parte do local. Em outro ponto do parque, havia ainda mato alto e lixo acumulado.

A notícia da reabertura do local deixou moradores da região animados, já que, para muitos, o Ayrton Senna sempre foi escolhido como local de lazer pela maioria dos moradores. É o caso da manicure Mariana Nunes. Moradora do bairro há 18 anos, ela conta que costumava caminhar pelo parque enquanto as crianças brincavam no parquinho, até que a interdição interrompeu essa rotina.

“Todos os dias as crianças iam brincar no parquinho enquanto eu caminhava. Era nossa única forma de lazer e fazíamos isso tranquilos, porque lá dentro o sentimento de segurança é maior que na rua. Acabou o bairro quando fechou”, diz a manicure, ressaltando que espera ver melhorias no parque depois de tanto tempo fechado.

“O parquinho precisa urgente de um reforma. Os brinquedos estão sucateados e é até perigoso para as crianças, eles podem se machucar nos brinquedos quebrados. O lugar já foi melhor, mas de uns anos pra cá está abandonado. A estrutura do local é boa, mas precisa ser melhor aproveitado”.

Opinião compartilhada pela dona de casa Josinalva Lima, que mora no bairro há mais de 20 anos. Para ela, o espaço deve ser usado melhor em benefício da população. “O parque é completo, tem pista de caminhada, quadra de esporte, piscina, o que falta é ser usado melhor. Antes tinha aula de balé, judô, natação e acabou tudo. Acho que seria um ótimo lugar para ter cursos para os moradores também”, diz.

Sobre a reabertura do local, Josinalva conta que o sentimento é de alívio. Com dois filhos adolescentes a dona de casa conta que ficava com o coração apertado em ter que ver os filhos brincando na rua. ”Meus filhos todos os dias jogavam bola e soltavam pipa no parque, mas depois que fechou ficaram sem ter onde brincar e acabaram indo para a rua. Com o movimento dos carros e a falta de segurança meu coração de mãe ficava apertado”, diz.

Quem espera ansioso pela reabertura do Parque Ayrton Senna é o comerciante Fábio de Paula. Quando o parque foi fechado, há 5 meses, fazia 24 horas que tinha assumido a padaria que era do seu pai e ficou frustrado com as consequências da interdição. “Foi desesperador, meu lucro caiu pela metade. Meu pai tirava oito mil reais todo mês e depois que assumi com o parque fechado não consigo nem quatro mil”, explica Fábio.

O comerciante acredita que a prefeitura não poderia ter escolhido melhor momento para reabrir o parque: nas férias de fim de ano, as crianças novamente terão onde brincar. Além disso, o movimento tende a aumentar os lucros do seu comércio. 

Liberação

O Corpo de Bombeiros não confirmou se a Prefeitura de Campo Grande tem autorização para reabrir o parque. Entramos em contato coma prefeitura para mais detalhes sobre a reabertura, mas até a publicação desta matéria ela ainda não havia se pronunciado.  

Jornal Midiamax