Cotidiano

Preço de gasolina faz iguatemineses procurarem cidade vizinha para abastecer

Abaixo-assinado será levado ao MPE

Midiamax Publicado em 07/08/2015, às 21h00

None
combustivel01.jpg

Abaixo-assinado será levado ao MPE

Pelo menos cinco iguatemienses montaram uma comissão para ‘brigar’ por conta do preço da gasolina, que é considerada por eles abusiva naquele município que é localizado, a 466 quilômetros de Campo Grande. Uma diferença de R$ 0,50 em relação a cidade vizinha que fica a 38 quilômetros, Eldorado.

Um dos representantes de uma comissão revelou que procurou  a associação comercial e os responsáveis pelos três postos de combustíveis que há no local para conversarem sobre o valor que em média está o combustível, sendo de R$ 3,80. Porém, eles não deram satisfação do preço que é considerado pelo moradores alto.

“Consideramos a região do Conesul como sendo a mais cara em relação ao preço da gasolina e não há uma razoabilidade para isso. Em Eldorado, o valor é de R$ 3,39 e podemos ir para lá pela recém inaugurada MS-180”, ressalta um dos representante da comissão para a equipe do Jornal Midiamax.

Ele ressalta que uma campanha está sendo organizada com o slogan “Iguatemi exige… Gasolina à preço justo”. “O dia 7 de Setembro, que é comemorado a Independência do Brasil, será o ‘Dia D’ para nós. Vamos em carreata até a cidade vizinha abastecer nossos veículos como forma de protesto”.

A comissão tem em mãos relatórios da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) e do Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes) onde há uma pesquisa sobre o preço do combustível, que foi divulgado no dia 28 de julho.

“Com estes documentos e tudo que vem acontecendo em nossa região, vamos procurar nossos direitos. Vamos denunciar o caso ao MPE (Ministério Público Federal)”, frisa.

Jornal Midiamax