Cotidiano

Pais denunciam a falta de alimentos em Ceinfs da Capital

Prefeitura promete corrigir problema até o fim de semana

Midiamax Publicado em 07/07/2015, às 15h16

None
ceinf_paulo_siufi.jpg

Prefeitura promete corrigir problema até o fim de semana

As denúncias sobre a falta de alimentos nos Ceinfs (Centros de Educação Infantil) de Campo Grande voltam a se repetir. Conforme reclamações feitas por pais de alunos, ao Jornal Midiamax, ao menos duas creches estariam enfrentando a mesma dificuldade.

O pai de um aluno do Ceinf Paulo Siufi, localizado na Rua Genebra, na Vila Marabá, na região norte de Capital, afirma que descobriu o problema durante uma fiscalização realizada por outros pais. Segundo ele, não havia carnes, frutas ou verduras e as crianças estavam se alimentando de sardinhas enlatadas.

“Desconfiamos e resolvemos fiscalizar. Entramos em contato com a Semed [Secretaria Municipal de Educação] e fomos informados de que eles tiveram problemas com fornecedores e que iriam resolver. Disseram que enviaram a sardinha porque as crianças não podem ficar sem proteína. Isso é um absurdo, um crime porque recebem verba carimbada para a alimentação”, declarou.

Na manhã desta terça-feira (7), a mãe de uma criança matriculada no Ceinf Paulino Romeiro Paré, na Rua Tabaúna, no Residencial Novo Minas Gerais, também reclamou da falta de alimentação. A mulher disse que ao deixar a filha na creche notou que outras mães estavam entregando doações no local.

“Eles disseram que o Ceinf estava sem merenda e que os funcionários chegaram a fazer vaquinha para comprar comida para as crianças e que por isso estavam fazendo a doação. A minha filha ainda não fala, então, antes disso eu não sabia o que estava acontecendo”, afirma.

A equipe de reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura que  garantiu que conforme a Suali (Superintendência de Abastecimento Alimentar), “não está faltando merenda”.

De acordo com a assessoria de comunicação, a Suali alega que estava com “problemas pontuais com alguns fornecedores e que por esta razão não estava conseguindo seguir o cardápio previamente estabelecido”.

A assessoria de comunicação da Prefeitura ressalta que em virtude da situação com alguns fornecedores, o cardápio passou por modificações. “Se estava previsto arroz, feijão e carne e não tinha a carne, era servido arroz, feijão e frango”. A previsão é de que o problema seja solucionado até o fim desta semana.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Jornal Midiamax

O leitor enviou as informações ao WhatsApp da redação, no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Jornal Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total anonimato garantido pela lei.

Jornal Midiamax