Cotidiano

Olarte pede apoio de pais para evitar fechamento de Hospital Pediátrico

Conselho de Saúde votou pelo fechamento do local

Midiamax Publicado em 30/06/2015, às 14h11

None
centro_pediatrico_-_diogo_1.jpg

Conselho de Saúde votou pelo fechamento do local

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), pediu apoio de pais para manter o funcionamento do antigo Cempe (Centro Municipal Pediátrico), que desde maio de 2015 passou a ser chamado de PAI (Pronto Atendimento Integrado). O prédio foi inaugurado no dia 12 de outubro de 2014 e desde o início o projeto foi criticado pelo Conselho Municipal de Saúde. 

“Estou proclamando os pais a defenderem o PAI. Ninguém o fez antes porque faltou coração e sentimento. Não vamos nos curvar diante o desafio de cuidar das crianças. Onça a gente mata com a unha e o resto com trabalho”, declarou sem informar mais detalhes sobre a possibilidade de fechamento.

Na última quarta-feira (24), durante a 32ª sessão do pleno, o Conselho Municipal de Saúde solicitou o fechamento do local alegando que o prédio não atende aos requisitos de segurança e que não havia alvará de funcionamento da Vigilância Sanitária e do Corpo de Bombeiros.

“O Conselho tomou essa decisão pelo valor que se gasta e por causa das adequações que não oferecem condições para funcionar ou habilitar como Hospital Materno Infantil. Até hoje o local não tem alvará de funcionamento da Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros. Hoje o espaço não dá condições para habilitar como hospital”, disse o conselheiro Sebastião Campos Arino Júnior em entrevista concedida ao Jornal Midiamax.

Na ocasião, o conselheiro informou que o parecer foi encaminhado para a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária.

A assessoria de comunicação da Prefeitura garantiu que a Sesau enviará uma nova proposta na próxima reunião do Conselho, prevista para o dia 29 de julho.

Jornal Midiamax